Monday, 31 August 2009

Treino depois de uma noite de martelada

O treino estava previsto para a manhã de domingo e era aguardado com ansiedade. Afinal, já há muito tempo que não me "atirava" a uma corrida tão longa (a última já tinha acontecido há quase um ano) e estava com muita curiosidade para saber como iria reagir.
O dia do treino parecia escolhido a dedo! Foi precisamente na manhã seguinte à Azurara (Martelada) Beach Party, com passagem pelo local do evento por volta das 08.00h da manhã. Não sei se conseguem imaginar o cenário, mas vindo eu da zona do Forte de S. João Batista, acabei por passar por largas centenas de jovens a regressar da dita Martelada Party. Desculpem a insistência na "Martelada", mas a verdade é que, vivendo eu a cerca de 500 metros do local da festa, embora separado pela barreira natural que é o Rio Ave, passei toda a noite sob a influência de um martelar ritmado em níveis acústicos impossíveis de conciliar com o sono. Dizem que aquilo se chama música. Será...
Bom, voltando ao cenário, os primeiros 4 Km foram percorridos naquilo que parecia hora de ponta (eram 08.00h da manhã de domingo...). O trânsito era caótico e os passeios estavam pejados de gente jovem que regressava de uma noite de "Martelada". Como calculam, davam sinais de bastante desgaste, não sei se apenas devido às muitas horas seguidas expostos ao ataque ao sistema auditivo provocado por aqueles sons ou se por outro tipo de influências. A verdade é que a nossa passagem era muitas vezes saudada com simpatia "é assim mesmo, correr logo de manhãzinha" - diziam - enquanto que outros apresentavam tal estado de "desgaste" que devotavam todas as suas energias à missão de se manterem de pé, pelo que, acredito, nem sequer nos conseguiam ver.
Enfim, foi uma experiência curiosa, tanto mais que acabamos por ficar com a sensação de que se tratou de um evento bastante seguro, tal o efectivo policial que vimos em todas as vias de acesso ao local, alguns mesmo empunhando metralhadoras à vista de quem passava!

Voltando ao treino, fica o registo para uma corrida de 29 Km (faltou 1 para os previstos 30) que começou a acabou junto ao Forte de S. João Bastista, com passagem pelas freguesias de Azurara, Mindelo, Vila Chã, Modivas e Labruge onde se fez o regresso. O tempo final foi de perto de 2h32m, o que implicou um ritmo de 5:14/Km.
O percurso foi praticamente todo o paralelo o que não é particularmente agradável. Conseguimos andar a um ritmo médio entre os 5:00 e os 5:05/Km até aos 20 Km, tendo sentido algumas dificuldades na parte final o que implicou a redução do ritmo. Tendo acabado bastante cansado, registei como aspecto positivo a minha capacidade de recuperação (à tarde já fiz um passeio de bicicleta de cerca de 10 Km sem dificuldade nenhuma).

5 comments:

luis mota said...

Olá Miguel!
A preparação para a Maratona está a ir muito bem.
Eu ainda estou a ponderar qual a metodologia a adoptar.
Votos de boa preparação,(e boas marteladas)
Luís mota

LuisCosta said...

Viva MPaiva,


Os meus parabéns por esse treino!
Força nisso!
Em relação às marteladas, eu prefiro-as ouvir quando estou a correr,o ritmo e a cadência acompanham-me :)

Um abraço

António Almeida said...

Olá Miguel
excelente treino, fiz algo parecido em termos de quilómetros, já quanto ao tempo para o fazer no meu caso tive que correr durante 3 horas.
Marteladas à parte, pelo menos a vossa passagem foi saudadda com simpatia, valha isso pela positiva.
Continuação de bons treinos.
Abraço.

Mark Velhote said...

Viva Miguel,

Belo treino e a melhor parte foi sentires-te bem!
Confesso que ainda pensei em juntar-me a vocês, mas o efeito "Marco Fortes" impediu-me e nesse dia acabei por fazer apenas um treino de 17K ao fim da tarde...

Grande abraço

João Meixedo said...

Pois, pá, eu hoje corri 14km, que era coisa que já não fazia desde Julho. Cada um faz o que pode

 
Free counter and web stats