Friday, 25 September 2009

A força de vontade


Não sei se por culpa da constipação e do congestionamento das vias aéreas que esta origina ou se por qualquer outra razão, a verdade é que os treinos desta semana têm sido feitos com muito esforço. Quando tinha planeado fazer 10 repetições de 1 minuto senti-me de tal forma cansado que me fiquei pelas 5 (metade). Quando tinha decidido fazer um fartleck com um período de 30 minutos rápidos (à média de 4:15/Km), não conseguir ir além dos 20 minutos após os quais tive de reduzir um pouco o ritmo.

A tudo isto há que acrescentar a enorme "ginástica" que, nesta fase, tenho de fazer para conseguir tempo para treinar. As solicitações e os compromissos são inúmeros e tudo são boas razões para não correr. Apesar disso, tenho conseguido resistir e manter a média de 5 treinos por semana.

A minha curta experiência de maratonista tem-me mostrado que a nossa focalização no grande objectivo é fundamental e, uma vez existindo, permite que consigamos ultrapassar as dificuldades e os momentos em que nos parece não estarmos a alcançar o rendimento desejado.

É por isso que ser Maratonista tende menos a ser uma condição atlética e mais a ser uma forma de estar na vida.

6 comments:

Fernando Andrade. said...

"É por isso que ser Maratonista tende menos a ser uma condição atlética e mais a ser uma forma de estar na vida."
Lindo, Miguel !
Grande abraço.

luis mota said...

Olá Miguel!
A constipação limita bastante o desempenho. Espero que recuperes e voltes em força.
Grande abraço
Luís Mota

joaquim adelino said...

Bonita forma de estar conosco quando concluímos que o caminho é aquele que nos permite desfrutar de tudo o que a vida tem e permite ter à nossa disposição.
Abraço.

Carlos Lopes said...

Eu sei que é ter esses problemas... poucos sabem, mas eu tenho bronquite crómica, imagina muitas vezes que passo... agradeço ao Ventilan

José Capela said...

Olá, Miguel!

Para ser moratonista não bastam as pernas e o coração, é preciso alma!

Abraço

José Capela

Mário Lima said...

Olá vilacondense

:)

Fiz muitos treinos Póvoa/Vila, pela Marginal, Fortaleza, Mosteiro de Santa Clara e regresso à Póvoa.

Nunca fiz a Maratona no Porto, sempre em Lisboa, mas sei bem os treinos que se tem que fazer para tão árdua prova.

Ser maratonista é mais uma forma de estar na vida - dizes, mas quantos sacrifícios para levar as pernas a bom porto.

Bons treinos e quando passares pela Póvoa dá um "abraço" ao mar por este poveiro em terras lisboetas.

Tudo de bom!

 
Free counter and web stats