Wednesday, 31 December 2008

S. Silvestre de Coimbra

Foi de forma inesperada que decidi participar na XXXII Corrida de S. Silvestre da Cidade de Coimbra. "Picado" pelo meu amigo Luis Mota, que no Domingo me surpreendeu com a vinda à S. Silvestre do Porto, acabei por não resistir ao desafio que ele me lançou de ir correr ontem à noite a Coimbra.

A cidade de Coimbra não me diz muito. Não estudei por lá e poucas vezes lá passei. De qualquer forma é uma cidade que tem uma personalidade muito própria, tendo sido um prazer correr pelas suas ruas. O tempo ajudava bastante, pois apresentava-se com uma excelente temperatura (na ordem dos 15 graus) e sem chuva.

Fui acompnhado pelo meu amigo Baltazar Sousa que, tal como eu, correu no escalão de Veteranos. A prova tinha um percurso de 5.200 metros, uma distância que não corria há imenso tempo, o que me agradava, pois seria uma bela experiência.

Depois das provas dos miudos, e por volta das 21.30h lá se deu início à nossa prova. Estavam presentes cerca de 170 atletas à partida, um pelotão substancialmente mais curto do que aquilo que estou habituado. Imediatamente após o tiro de partida a prova desenrolava-se num percurso que começava logo a empinar, com uma inclinação considerável e durante mais de 1500 metros. Sabendo o que passara 2 dias antes no Porto, já estão a imaginar como me sentia!

De qualquer forma, não sei se por saber que a prova era curta, aguentei bastante bem na subida, tendo feito o primeiro quilómetro em 4:36. O segundo, que incluia uma parte ainda a subir e já parte da descida foi feito nuns bons 3:56. A prova continuava a descer com elevada inclinação, o que me permitiu descansar um pouco do esforço da subida e recuperar algum terreno. O terceiro quilómetro haveria de ser cumprido em 3:48, o mais rápido que fiz em toda a prova.

A partir daqui a prova decorria num terreno que me parecia plano, mas que me vim a aperceber mais tarde (quando passei lá de carro), ter uma ligeira inclinação de subida. De qualquer forma, depois da subida inicial, uma inclinação tão ligeira como aquela até parecia a descer! Como consequência o quarto quilómetro acabaria por ser cumprido em 3:59. Sempre no mesmo ritmo e em terreno plano atacamos o último quilómetro, que acabei por fazer em idênticos 3:59. Mesmo no final acabei a prova com um curto sprint, tendo concluido o percurso em 20m40s (no meu relógio).

De acordo com a classificação geral que consultei no final da prova terminei exactamente a meio da tabela, em 83º lugar com o tempo oficial de 20m44s. Este resultado deixa-me satisfeito, pois a prova era bastante dura e a média de 4:03/Km (de acordo com o meu NSports a prova tinha 5.088 mt) aproxima-se bastante dos desejados 4:00/Km que ando a perseguir para as provas de 10 e 15 Km.

Para finalizar quero agradecer ao meu amigo Luis Mota e à sua família a simpatia e o apoio que me deram ontem. Foi muito bom ter estado com eles e ver o Luis, o Luis Carlos, a Susan e a Mariana a correr nas suas provas e ainda por cima com bons resultados!

Quanto à prova em si é justo deixar uma palavra de apreço pela organização e pela eficácia com que geriram o programa, que foi cumprido à risca e sem percalços de maior. Foi pena que não tivesemos sentido o apoio do público ao longo do percurso, mas isso não é culpa de quem organiza. Já agora, convém referir que esta foi uma prova com inscrição a preço ZERO para todos os escalões, o que começa a ser raro!

6 comments:

BritoRunner said...

Este fim de ano tem sido sempre a bombar...
Para o ano de 2009 desejo, saúde e que os 4'/km sejam uma realidade.
JCBrito

luis mota said...

Olá Miguel!
Foi uma bela noite de corrida em Coimbra.
Com a companhia do Baltazar vais ter grandes melhorias.
Gostei do conhecer e vou adoptar alguns dos seus procedimentos no treino.
Um bom ano para ti e para a tua família.
Luís Mota e família

joaquim adelino said...

Amigo MPaiva.
Venho aqui para o felicitar por mais uma prova e pelas plavras simpáticas que tem deixado no meu blog.
A ida a Coimbra valeu também pela companhia dos amigos que lá encontrou, e se são bons amigos, o Luís Mota é que me surpreende, anda muito irrequieto, temos de o convencer a ir aí a uma Conrad qualquer para ele acalmar um pouco,rs.
Agora desejo também que o novo Ano lhe traga só coisas boas e que possa vencer a barreira dos 4 minutos.
Um abraço

João Meixedo said...

ele há gajos tolos, eh eh, sempre a dar-lhe. Belo tempo.
Talvez para o próximo ano vos faça companhia.
Abraço e até Sto Tirso.

Anonymous said...

Amigo Miguel
excelente maneira de acabar o ano, a correr e na companhia de amigos, excelente.
Boam ano para ti, para a Susana e para a Joana.
Abraço,
António e família

Fernando Andrade. said...

Ganda Miguel

Isso é que é correr...
Quero desejar-te umexcelente 2009.

Grande Abraço.
FA

 
Free counter and web stats