Friday, 5 March 2010

Uma variante nos treinos

Aproveitando a participação no Duatlo da Póvoa de Varzim, no último domingo de Março, decidi introduzir uma variante nos treinos com o objectivo de me preparar minimamente para a prova. Não é que esteja grandemente interessado em alcançar quaisquer resultados de relevo, mas gostaria de me sentir bem na prova.

A extravagante experiência de fazer um triatlo sem saber nadar e com pouco treino de bicicleta mostrou-me que uma das maiores dificuldades destas modalidades, que combinam desportos diferentes, é a transição de um tipo de esforço para outro. Pessoalmente senti isso de forma muito evidente quando terminei o segmento de ciclismo e comecei a (tentar) correr.

Ora, é exactamente para tentar evitar esse choque muscular que decidi fazer esta inflexão nos meus treinos e incluir também as transições entre corrida e bicicleta. Aconselhado pelo professor do ginásio, estou a fazer duas vezes por semana um treino que replica o duatlo, embora em menor dose do que a que terei de fazer na prova:
15 minutos de corrida
25 minutos de bicicleta
7,5 minutos de corrida

Hoje foi a primeira vez que experimentei. Fiquei bastante satisfeito com o resultado, pois contava sentir mais dificuldades. Os primeiros 15 minutos foram corridos num ritmo calmo, pouco mais rápido do que num aquecimento. Os 25 minutos de bicicleta foram a tentar andar rápido. Como treinei numa bicicleta estática não tenho referências quanto ao desempenho, mas senti-me bem e julgo que pedalei num ritmo razoável. A incógnita estava na transição para a corrida final. Comecei logo num ritmo próximo de 4:30/Km e, surpreendentemente, aguentei de tal forma bem que ainda consegui fazer um último quilómetro a 4:20! Cheguei ao final sem ter ultrapassado as 155 bpm e, um pouco cansado, é certo, mas muito longe dos limites. Foi um bom treino!

Como já referi, o Duatlo não é objectivo, mas já que me meti nisto, vamos tentar fazer uma "coisa" razoável!

5 comments:

MT said...

Muito bem! Para mim a btt também é uma incognita, vamos ver como corre

Mark Velhote said...

Olá Miguel,

Também já fiz algumas vezes a experiência de transição e não me correu muito bem.
Hoje em conversa com o Rui Pena também decidi participar.

Boa sorte para nós!
1 Abraço

João Paulo Meixedo said...

quando meteres pneus na coisa é capaz do esquema se complicar. Mas dá-lhe pá.
Um abraço

luis mota said...

Olá Miguel!
Depois da corrida a bicicleta é um excelente complemento.
Agora com a companhia do MarK e o experiência do Pena vamos ter uma equipa de peso no duatlo.
Boas passadas e pedaladas,
Luís Mota

NS said...

Esqueci-me na resposta que fiz ao teu comentário desejar boa sorte para os novos desafios no duatlo.

Apesar do meu irmão fazer algumas incursões em duatlos e triatlos, é coisa que ainda não despertou em mim grande interesse, talvez porque não tenha "rabo" para andar de bicicleta, e nadar pessimamente mal :-)

 
Free counter and web stats